Depilação: quais as diferenças entre os principais métodos?

Entenda como funciona o laser, a luz pulsada, a lâmina e a cera.

12/03/2020 0

Dar adeus aos pelos e ter uma pele lisinha depois da depilação podem parecer tarefas fáceis, no entanto não é bem assim. Pelos encravados, pele sensível… São muitos os obstáculos para conseguir a depilação ideal.

Entre as opções de depilação estão algumas bem populares, como a lâmina e a cera. No entanto, outros métodos podem ser definitivos e mais eficientes, casos do laser e da luz pulsada.

Para saber qual o método de depilação ideal, contudo, é preciso entender seu tipo de pele, momento de vida, resultado desejado e, é claro, orçamento. Conheça melhor os tipos de depilação a seguir e decida qual a melhor opção para você:

– Depilação com lâmina é uma das opções mais baratas

Popular e mais acessível, a depilação com lâmina é bastante prática, não possui contraindicações e é indolor. No entanto, sua duração é curta e varia de 2 a 3 dias, dependendo da pessoa. Isso porque os pelos não são arrancados desde a raiz.

Aliás, esse pode ser um problema da depilação com lâmina, pois a remoção superficial tende a causar pelos encravados e foliculite. Comumente, o procedimento também leva a lesões, o que possibilita o surgimento de manchas. Coceiras e reações alérgicas, de maneira geral, são ainda comuns, principalmente ao tentar realizar a depilação com a pele seca ou com uma lâmina oxidada.

Para evitar problemas com a depilação com lâmina, o ideal é usar o objeto apenas três vezes e descartar. Além disso, o recomendado é que haja uma lâmina para cada área do corpo a ser depilada, o que pode elevar os custos com o procedimento.

– Cera fria e quente são opções à lâmina

Ainda na época do Egito Antigo, as pessoas já usavam cera (nesse caso a do mel) para remover os pelos. Contudo, hoje em dia, existem opções mais modernas como a cera quente e a cera fria.

Geralmente, esse tipo de depilação é realizado em salões de beleza ou clínicas de estética. Para realizar o procedimento em casa, são necessários alguns cuidados específicos. 

A cera quente, por exemplo, é vendida em uma barra que deve ser aquecida em equipamento próprio para, então, realizar a depilação na área desejada. De maneira geral, ela é feita de resina, cera de abelha e parafina.

Tanto na depilação com cera quente quanto na de cera fria, é preciso espalhar o produto na área desejada, deixar secar e depois puxar, eliminando assim os pelos da raiz.

Parece dolorido? E é! Mas, no caso da cera quente, é um pouco menos, pois o calor deixa os poros abertos e ajuda na retirada dos pelos, o que torna a depilação menos dolorosa do que com a cera fria.

A duração média é de 20 dias. Conforme a pessoa realiza a depilação, a tendência é que os pelos fiquem mais finos e apareçam falhas. Contudo, esse não é um procedimento definitivo. E como a cera fria é um pouco mais agressiva, pode não ser recomendada para peles sensíveis ou pelos muito grossos.

– Depilação a laser pode sair mais em conta do que a cera e é definitiva

Para quem quer se livrar dos pelos de maneira definitiva, uma das melhores opções é a depilação a laser. Ela funciona da seguinte maneira: o equipamento emite feixes de luz que são atraídos pela melanina dos pelos até a sua raiz. Essa luz é capaz de destruir as raízes e impedir que o pelo volte a nascer.

A eficácia é comprovada, e o número de sessões varia de pessoa para pessoa, podendo ser de 5 a 10, com intervalos de 30 a 90 dias, dependendo da região da depilação.

Os pontos positivos são muitos, pois é uma depilação confortável, rápida, segura e higiênica, que pode ser realizada em praticamente qualquer área do corpo, como virilha, perna, braço, buço e barriga, entre outras regiões.

Há algumas ressalvas sobre o método para quem tem pele escura ou pelos muito claros, porém há como configurar o comprimento de onda, proporcionando eficácia em diferentes tipos de peles. A depilação a laser também exige poucos cuidados, como evitar sol duas semanas antes e duas semanas depois do procedimento, além da remoção dos pelos apenas com lâmina até o fim do tratamento.

Os valores podem variar de acordo com a região do Brasil e com o local da aplicação. Na Lilly Laser Club é possível realizar depilação a laser ilimitada em todas as partes do corpo por apenas R$ 99,90 por mês, associando-se ao clube. Sendo membro, você tem direito também a preços exclusivos nos melhores tratamentos estéticos, como procedimentos para rejuvenescimento e melasma, por exemplo.

– Luz pulsada é outra opção de depilação definitiva

Também conhecida como fotodepilação, a luz pulsada é um método semelhante ao laser, que também apresenta resultados definitivos.

Nesse caso, é usado um aparelho que emite feixes de luz sob a pele. Assim como acontece no caso do laser, a luz é atraída pela melanina dos pelos e penetra até a sua raiz. A finalidade, claro, é destruir essas raízes e evitar que os pelos voltem a nascer.

Além de ser um método de depilação definitiva, uma vantagem é que evita pelos encravados e foliculite, por exemplo.

Já que é possível controlar a intensidade da emissão desses feixes de luz, o tratamento pode ser realizado mesmo em quem tem peles mais escuras. No entanto, é necessário buscar a ajuda de um profissional capacitado para evitar problemas como queimaduras. Pessoas loiras ou pelos muito claros podem não se beneficiar desse método por não terem melanina suficiente para atrair os feixes de luz.

A depilação com luz pulsada costuma ser feita em centros de estética e até consultórios de dermatologistas, por exemplo. Contudo, existem equipamentos à venda no mercado que permitem realizar o procedimento em casa com segurança.

No Comments

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado

Obrigado, seu comentário está sendo analisado.

Após a aprovação, você poderá visualiza-lo nessa página.